CIPABE, Centro de Inspecção Periódica Auto das Beiras

A CIPABE, Centro de Inspecção Periódica Auto das Beiras, é uma empresa que tem por objetivo o crescimento dinâmico dos seus negócios através da prestação aos seus clientes de serviços de alta qualidade, de forma a satisfazer e exceder as expectativas e necessidades das partes envolvidas.

Fundada em 1994, a CIPABE tem-se desenvolvido e empenhado no serviço das Inspeções Técnicas de Veículos. Ao longo destes anos a empresa tem dado provas da sua competência, numa área em constante desenvolvimento, onde a competitividade e a atualização são fatores determinantes.

VALOR

Possui recursos (pessoal, equipamento, instalações, etc.) e meios (conhecimentos técnicos, métodos de trabalho, etc.) para poder cumprir as obrigações legais e outras de modo satisfatório e correto.

SERIEDADE

São cumpridas na íntegra as normas regulamentadas para esta atividade, tendo sempre presente a salvaguarda da segurança das pessoas e bens e do impacto ambiental.

ISENÇÃO

A atividade de Inspeções Técnicas de Veículos é realizada de acordo com padrões de elevado rigor e isenção, garantindo que todos os clientes tenham acesso à mesma qualidade de serviços.

PROFISSIONALISMO

O profissionalismo dos funcionários são uma garantia da qualidade dos nossos serviços prestados.

ATUALIZAÇÃO

Com vista à permanente atualização é acompanhada a evolução da atividade, seus requisitos legais e regulamentares, bem como a evolução tecnológica dos equipamentos e acessórios necessários ao processo.

RAPIDEZ

Atualmente o tempo tem um valor muito elevado, e como tal, procuramos encontrar as soluções mais rápidas para prestar o nosso serviço tanto ao nível de recursos humanos como de meios técnicos. 

SIMPATIA

Os interesses do pessoal apenas se encontram assegurados a partir do momento em que há clientes satisfeitos, já que são estes que justificam o seu próprio trabalho.

Inspeções

Serviços

Inspecionamos veículos automóveis ligeros e pesados assim como os seus reboques. 

Somos um centro da categoria B, prestando serviço de inspeções técnicas a veículos:

  • Periódicas
  • Facultativas
  • Matrículas
  • Extraordinárias

Caso pretenda conhecer o estado da sua viatura sem alterar a periodicidade da inspeção periódica, poderá submeter o seu veículo a uma inspeção facultativa.

Documentos para Inspeções Periódicas

  • Documento Único Automóvel (ou Livrete e Título de Registo de Propriedade)
  • Ficha de Inspeção Anterior (exceto 1.ª inspeção)

Só são considerados válidos, para efeitos de inspeção periódica, os documentos de substituição abaixo identificados e nas condições seguintes:

  1. Impresso modelo 9 que contenha a indicação das características do veículo, incluindo o respetivo número de quadrovalidado por um serviço do IMT (Instituto da Mobilidade e dos Transportes, I.P.), com indicação do prazo de validade;
  2. Guia Comprovativa de Pedido de Certificado que contenha a indicação das características do veículo, incluindo o respetivo número de quadrovalidado por um serviço do IMT (Instituto da Mobilidade e dos Transportes, I.P.), com indicação do prazo de validade;
  3. Comprovativo da apresentação, emitido pelo IRN – Instituto dos Registos e do Notariado com a indicação “Certificado Provisório”, validado por um serviço daquele instituto, com indicação do prazo de validade;
  4. Guia de substituição, emitida pela ANSR, PSP ou GNR, com indicação do prazo de validade;

Tarifas


Inspeções Periódicas Obrigatórias e Facultativas

Preço

Veículos Ligeiros (N1, M1) € 31,80
Veículos Pesados (N2, N3, M2, M3) € 47,59
Reboques / Semirreboques(O3, O4) € 31,80
Reinspeção € 7,97


Matrícula (atribuição ou reposição)

Ligeiros, pesados, reboques, semirreboques € 79,37
Reinspeção€ 39,69


Extraordinárias

Ligeiros, pesados, reboques, semirreboques
€ 111,01
Reinspeção



2.as Vias


Todas€ 2,99
IVA incluido à taxa em vigor.

Entrada em vigor: 2022-01-01.

Calendário das Inspeções Periódicas

Os veículos devem ser inspecionados até ao dia e mês do registo da primeira matrícula. Podem realizar a inspeção nos 3 meses que antecedem essa data.

Veículos

Periodicidade

Ligeiros de Passageiros (M1), Autocaravanas (M1) e Autovivendas (M1)
  • 1ª Inspeção .... 4 anos após a 1ª matrícula
  • 2ª Inspeção .... 6 anos após a 1ª matrícula
  • 3ª Inspeção .... 8 anos após a 1ª matrícula
  • Inspeções seguintes ........ ANUALMENTE
Transporte Escolar, Ligeiros Público de Passageiros, Ligeiros de Instrução, Ambulâncias, Pesados de Passageiros (M2 e M3)
  • 1ª Inspeção .... 1 anos após a 1ª matrícula
  • 2ª Inspeção .... 2 anos após a 1ª matrícula
  • 3ª Inspeção .... 3 anos após a 1ª matrícula
  • 4ª Inspeção .... 4 anos após a 1ª matrícula
  • 5ª Inspeção .... 5 anos após a 1ª matrícula
  • 6ª Inspeção .... 6 anos após a 1ª matrícula
  • 7ª Inspeção .... 7 anos após a 1ª matrícula
  • Inspeções seguintes ...... SEMESTRALMENTE
Ligeiros de Mercadorias (N1), Mistos, restantes
  • 2 anos após a 1ª matrícula
  • Inspeções seguintes ........ ANUALMENTE
Pesados (restantes) (N2, N3), Reboques/Semirreboques (> 3500Kg) (O3, O4)
  • 1ª Inspeção .... 1 ano após a 1ª matrícula
  • Inspeções seguintes ........ ANUALMENTE

Pré-Condições para Inspeção

Os veículos devem estar nas seguintes condições:

  • Em condições de limpeza que não prejudiquem as observações;
  • Com combustível(eis) suficiente(s) para a inspeção;
  • Com pressão de ar correta nos pneumáticos;
  • Veículo rebaixado com altura suficiente para passar na fossa e frenómetro.

Reinspeção

Sempre que o veículo tenha sido aprovado com deficiências do tipo 1 ou reprovado em inspeção, pode o mesmo, no prazo de 30 dias, voltar ao mesmo centro de inspeção para confirmar a correção das deficiências anotadas na ficha de inspeção. O prazo referido no número anterior será reduzido para 15 dias sempre que as deficiências constatadas na inspeção ou reinspeção precedente não tenham sido atempadamente corrigidas

Caso o prazo de validade seja ultrapassado, deverá ser realizada uma inspeção nova.

Facultativas

Podem ainda ser realizadas inspeções facultativas, por iniciativa dos proprietários, para verificação das características ou das condições de segurança dos veículos. As inspeções facultativas não interferem com a periodicidade das inspeções periódicas, aplicando -se procedimentos idênticos aos das inspeções periódicas, extraordinárias ou para nova matrícula, conforme a finalidade da inspeção.

Conselhos

Conselhos Úteis

De modo a agilizar o processo de inspeção, aconselhamos os utentes a marcarem a sua inspeção periódica obrigatória ao sábado através do núm. de telf. 239 423 028.

A inspeção do seu veículo tem validade até ao dia e mês da data da primeira matrícula.

As inspeções podem ser antecipadas em 3 meses sem perda de validade da inspeção.

As inspeções para matrícula ou extraordinárias devem ser marcadas com antecedência.

Deixamos alguns conselhos para preparar o seu veículo para a inspeção:


IDENTIFICAÇÃO

Comparação entre veículo e os dados constantes nos seus documentos de identificação (certificado de matrícula):

  • Número do quadro e chapa do construtor (ver localização no livro de instruções)
  • Chapa de matrícula
  • Marca, modelo
  • Categoria e tipo
  • Restantes dados

PERTURBAÇÕES

Deve verificar o estado dos:

  • Sistema de escape (fugas, reparações inadequadas, suportes, ruído)
  • Emissões de gases (filtros de ar, catalisador e sonda lambda, se existir)
  • Fugas de óleo

QUADRO E CABINA

Verifica-se o estado da estrutura do veículo:

  • Corrosão, deformações e estado em elementos suporte
  • Funcionamento de fechos, portas, vidros
  • Para choques e proteção lateral
  • Paineis e guarda-lamas
  • Bancos (encostos de cabeça) e regulação do banco de condutor
  • Antepara
  • Apoios do motor

LUZES

Estado, funcionamento (inclui interruptores, avisadores), eficiência, montagem e cor das luzes de:

  • Estrada / máximos (alinhamento)
  • Cruzamento / médios (alinhamento)
  • Nevoeiro da frente (alinhamento)
  • Presença (frente, trás, laterais) e delimitadoras
  • Travagem
  • Mudança de direção e avisadoras de perigo
  • Nevoeiro da retaguarda
  • Marcha-atrás
  • Chapa de matrícula
  • Refletores e marcações de conspicuidade
Verificação de:
  • Instalação elétrica
  • Bateria
  • Ligação elétrica entre veículo trator e reboque

VISIBILIDADE

Deve verificar o campo de visão e o estado dos vidros:

  • Fendas, fissuras, deformações
  • Objetos que interfiram com o campo de visão
  • Películas
  • Limpa para-brisas (escovas)
  • Lava-vidros
  • Espelhos retrovisores (interiores e exteriores laterais)
  • Sistema de desembaciamento
  • Palas de proteção solar

EQUIPAMENTOS DIVERSOS

Inspecionam-se os seguintes equipamentos quanto ao seu funcionamento, estado, fixação:

  • Cintos de segurança
  • Air-bags
  • Dispositivos anti-roubo
  • Avisador sonoro
  • Velocímetro e conta-quilómetros (odómetro)
  • Tacógrafo e limitador de velocidade, se aplicável
  • Extintores, se aplicável
  • Triângulo de pré-sinalização
  • Colete retrorrefletor

SISTEMA DE TRAVAGEM

Insopeciona-se o seguinte quanto ao seu estado, funcionamento, eficiência, desgaste:

  • Travão de serviço (inc. pedal)
  • Travão de estacionamento
  • Travão de emergência, se aplicável
  • Tubos dos travões (rígidos e flexíveis)
  • Cintas e calços
  • Tambores e discos
  • Cabos, alavancas e ligações
  • Cilindros do sistema de travagem
  • Compensador automático de travagem
  • Válvula sensora de carga
  • ABS
  • EBS
  • Retardador ou travão de escape

DIRECÇÃO

Deve confirmar se os pneus do veículo estão a gastar uniformemente por todo o piso e não só de um dos lados.

Verifica-se:

  • Caixa de direção (fixação, estado, conservação)
  • Volante
  • Coluna de direção
  • Barras de direção, tirantes e rótulas (folgas, deformações, fissuras)
  • Direção assistida (fixação, estado, fugas e nível de óleo)

EIXOS, RODAS, PNEUS, SUSPENSÃO E TRANSMISSÃO

Deve certificar se:

  • Pneus com profundidade das ranhuras em cumprimento com o legislado
  • Pneus não têm saliências, cortes profundos ou desgaste anormal
  • Pneus com dimensões e características (carga, velocidade, etc) adequados
  • Pneus com montagem correta (sentido, mesmo tipo por eixo)
  • Rodas não têm deformações, fissuras e estão bem fixas (com todos parafusos ou porcas)

Verifica-se igualmente estado, fixação, montagem:


  • Eixos
  • Molas
  • Barras torção
  • Amortecedores
  • Braços de suspensão
  • Barras estabilizadoras
  • Articulações
  • Sistemas pneumáticos e hidroelásticos
  • Rolamentos
  • Transmissão

Extraordinárias

Inspeções Extraordinárias e de Matrícula

Por defeito, os documentos e as condições a apresentar numa inspeção da categoria B são idênticos às de uma inspeção periódica


Atribuição de Matrícula

Documentos a apresentar:

  • Original do certificado de matrícula, livrete ou documento de matrícula equivalente em uso no país de proveniência do veículo emitido pelas entidades oficiais; (É admitida a possibilidade de em casos pontuais serem aceites cópias dos documentos indicados no ponto anterior, desde que se apresentem claramente legíveis e autenticadas pelos serviços alfandegários);
  • Impresso modelo n.º 9 devidamente preenchido e autenticado pelo fabricante do veículo ou seu representante legal ou pelos serviços do IMT (Instituto da Mobilidade e dos Transportes, I.P.); (A autenticação referida é dispensada no caso de veículos da categoria M1 correspondentes a uma homologação europeia de modelo. Neste caso tem de ser apresentado o original ou cópia simples do certificado de conformidade (COC) conforme previsto na diretiva n.º 70/156/CEE com a última redação em vigor);
  • Em última hipótese, o apresentante deve declarar em como se responsabiliza pelos dados inscritos no modelo 9 (ex. reboques);
  • Documento de propriedade (fatura, declaração de venda ou outro);
  • Nº de contribuinte (obrigatório para empresas, facultativo para cliente final).

Extraordinária por Acidente

Documentos a apresentar :

  • Cópia do documento de identificação do veículo (a solicitar ao serviço regional da área, do IMT (Instituto da Mobilidade e dos Transportes, I.P.)), ou “print” do referido elemento obtido por via informática a partir das bases de dados da mesma entidade (confirmar que estão apreendidos por acidente) (guardar printscreen);
  • Ficha da última inspeção periódica efetuada (se aplicável) ou cópia do respetivo registo informático;
  • Documento da oficina que efetuou a reparação descrevendo a mesma, ou relatório de peritagem de companhia seguradora ou qualquer elemento oficial que permita caracterizar a forma como o veículo foi afetado bem como a natureza da reparação efetuada, indicando quais os elementos que foram reparados ou substituídos;
  • Nº de contribuinte (obrigatório para empresas, facultativo para cliente final);

  O veículo para inspeção deve-se apresentar sem:

  • Proteção do motor (superior e inferior);
  • Blindagens inferiores;
  • Cavas das rodas acidentadas;
  • Tampões das rodas;
  • Tampas dos amortecedores.

Extraordinária por Identificação ou Segurança

Documentos a apresentar :

  • Os mesmos que para uma inspeção periódica;
  • Documento emitido pelo IMT que justifica a apresentação do veículo a inspeção;
  • No caso dos documentos do veículo se encontrarem apreendidos no IMT, a inspeção é efetuada com cópia do documento de identificação do veículo (a solicitar ao serviço regional da área), ou print do referido elemento obtido por via informática a partir das bases de dados do IMT.

Extraordinária por Adaptação ao GPL

Documentos a apresentar :

  • Os mesmos que para uma inspeção periódica;
  • Certificado de instalação do sistema de alimentação de GPL emitido por instalador reconhecido pelo IMT (verificar sempre no site do IMT);
    • Emitido há menos de 30 dias da data de instalação;
    • Deve atestar que a montagem da adaptação ao GPL está conforme com as prescrições técnicas fixadas no Regulamento ECE/ONU nº 67;
  • Nota de cálculo de fixação do reservatório (original).

  O veículo para inspeção deve-se apresentar:

  • Com o reservatório de GPL, pelos menos, a meia carga;
  • Veículos da categoria M1 e N1, devem apresentar a “Vinheta Identificadora” do modelo aprovado, não devendo estar colocada no para-brisas;
  • Veículos da Categoria M2 e M3, devem apresentar o “Dístico Identificador” do modelo aprovado, não devendo estar colocado na retaguarda do veículo.

Extraordinária para Transporte Coletivo de Crianças

Documentos a apresentar :

  • Os mesmos que para uma inspeção periódica;

Para veículos que realizem a 1º inspeção para TCC, devem apresentar “Distintivos Identificadores” do modelo aprovado, não devendo estar colocado no veículo.


Extraordinária para Reposição de Matrículas Canceladas

Documentos a apresentar :

  • Os mesmos que para uma inspeção periódica;
  • Documento emitido pelo IMT que justifica a apresentação do veículo a inspeção ou print das caraterísticas do veículo onde conste o estado do veículo bem como o motivo de cancelamento.

Extraordinária para Adaptação ao Ensino de Condução

Documentos a apresentar :

  • Os mesmos que para uma inspeção periódica;
  • Memória Descritiva sucinta que ilustre a transformação em causa.

Contactos